SS Lazio Brasil - O espaço biancoceleste no Brasil

SS Lazio Brasil

O espaço biancoceleste no Brasil

Chinaglia e os “chifres” para a torcida do Napoli

Postado em 10 de novembro de 2017 por



​Giorgio Chinaglia foi um dos maiores atacantes da história do futebol italiano, e um dos mais polêmicos também. Provocador e falastrão, o eterno camisa 9 da Lazio, além de marcar muitos gols, se envolveu em diversos episódios dignos de nota, como o dedo apontado para a torcida da Roma após balançar as redes em um dérbi – antes do jogo começar, ele havia se dirigido ao vestiário dos giallorrossi para provocá-los.

Chinaglia era o tipo de jogador que encarnava o torcedor em campo, que não dava muita bola para o politicamente correto e que não perdia a oportunidade de perturbar o adversário, sempre em tom de provocação. Certo dia, a vítima da “zoeira” de Long John foram os torcedores do Napoli, a quem ele chamou de “CORNOS”  AO VIVAÇO. Não com palavras, claro, mas com um gesto que originou uma foto fantástica e a história que contaremos a seguir.

O dia é 7 de abril de 1974. O campeonato vai caminhando para a sua reta final e a Lazio está mais do que viva na disputa pelo título, mas tem um jogo difícil contra no estádio San Paolo, em Nápoles.
Após o apito final, o atacante laziale se dirige à torcida local e faz o gesto do “chifre” com o dedo indicador e o mindinho das duas mãos em direção às arquibancadas, sendo o momento eternizado por uma foto emblemática. Mas por que Long John fez isso?

Chinaglia para a torcida do Napoli: “CORNUTI!”

Voltemos alguns meses no tempo, para 20 de maio de 1973. É a última rodada do campeonato e a Lazio, disputando o título com Juventus e Milan, joga na Campânia, precisando vencer um Napoli que nada mais almejava na competição, e torcer por tropeços dos rivais. Os atletas da Lazio são recebidos com hostilidade na cidade do Sul da Itália, tendo seu ônibus apedrejado. É um jogo duro e nervoso, com poucas chances reais de gol. Enquanto isso, o Milan perde para o Verona e a Juventus vai empatando com a Roma na capital. No último minuto, no entanto, os bianconeri conseguem a virada e os biancocelesti sofrem um gol dos napolitanos, perdendo o troféu.

Os jogadores da Lazio, principalmente Chinaglia, saem de campo furiosos com as provocações da torcida pertenopea. Pelos anos seguintes, se falará de quantias de dinheiros oferecidas ao Napoli para vencer a partida e da “total falta de vontade” por parte da Roma em vencer a Juventus, mas nunca ninguém provou nada a respeito.
Pois bem, na temporada seguinte, no dia em questão, as duas equipes se reencontram no San Paolo. Desta vez, o Napoli, junto com Lazio e Juventus, está envolvido na luta pelo scudetto e precisa da vitória para diminuir a distância para os romanos, que era de cinco pontos. Fala-se em “vingança” por parte dos laziali pelo acontecido no ano anterior, e a atmosfera da partida é quentíssima. Daí o gesto do marrento Chinaglia de apontar à torcida napolitana com “chifres”, chamando-os de “corno” dando o troco pelas provocações antecedentes. 

O jogo terminou com um empate em 3 a 3, com a Lazio estando atrás do placar por três vezes, resultado que permitiu ao time de Tommaso Maestrelli manter a distância sobre os azzurri, que abandonaram a corrida pelo troféu, e continuar sua caminhada rumo ao seu primeiro scudetto, que viria se confirmar algumas rodadas depois.

Quanto a Chinaglia, naquele dia, além de apontar os “chifres” para a torcida do Napoli, ele fez três gols. Ao final do campeonato, ele somaria 24 tentos e se comsagraria artilheiro da competição. O resto é história…

Não conseguimos identificar o autor da famosa foto. Se você sabe de quem se trata, por favor, entre em contato.

Buscar no Blog